Ir ao encontro da família.....

Dom Sergio fala que nessa Páscoa devemos sair em missão para levar de casa em casa o Vinho Novo, o Evangelho da Família.

 

O Senhor Jesus, no início de seu ministério, foi convidado para uma festa de casamento em Caná da Galiléia. A família que o havia convidado para a festa passou por um séria dificuldade, porque o vinho que havia preparado para os convidados não foi suficiente. Na ocasião, por intercessão da Virgem Maria, o Senhor realizou o seu primeiro milagre, transformando água em vinho (Cf. Jo 2,1-12).

Há famílias que começaram com entusiasmo a vida comum, com projetos tão bonitos de uma vida feliz (tinham vinho), alimentadas nos valores e na fé, mas foram perdendo a alegria, foi acabando o vinho, porque deixaram de alimentar a vida na fé e na doação ao outro; deram ouvidos a outras propostas de vida que prometiam uma vida muito mais feliz, onde se apregoa que o mais importante é você ser feliz, sem pensar nos demais: amor sem compromisso, festa sem vinho (Cf. CANTALAMESSA, 612).

As consequências destas propostas são dolorosas: muitas famílias não têm vinho, vivem  sob a tristeza e o desgosto e não têm mais nada a oferecer aos filhos, a não ser a  desesperança e a angústia de uma vida vivida sem alegria, sem fé, de um matrimônio esfacelado, cheio de feridas, falta de compreensão e perdão; vivem juntos, mas cada um alimenta o seu egoísmo;  a luz da fé que outrora alimentava e sustentava a família, não brilha mais. No lugar do vinho têm somente jarras de água para si e para dar aos convidados: os filhos.

Jesus quer ir ao encontro dessas famílias para dar o Vinho Novo, porque jarras de água não são suficientes para um projeto autêntico de amor e de vida familiar. Ele mesmo nos deu o exemplo. Ele foi às Bodas de Caná, e quer que nós, discípulos missionários, saíamos em missão para levar de casa em casa o Vinho Novo, o Evangelho da Família.

É Páscoa, é o tempo oportuno de levar o Vinho Novo que nasce do madeiro ensangüentado da Cruz; é o tempo de seguir os passos do Mestre, valorizar a família, santuário da vida, motor do mundo, com ação missionária decidida e eficaz, que respeite o rico ensinamento da Igreja sobre a família e seja capaz de acolher na comunidade eclesial as famílias e as novas situações que estão se apresentando no atual contexto cultural. 

Dom Sergio de Deus Borges - Bispo Auxiliar de São Paulo e Vigário Episcopal para a Região Santana

Tags:

Páscoa